Além!

Porque o silêncio é às vezes o caminho mais dificil, é preciso encontrar avenidas de tambores a rufar entre tantas mordaças, para construir a sempre inacabada e desejada felicidade, de viver sempre a juventude presente. Tempo de desejo é sempre tempo de Futuro.

27 de dezembro de 2011

Exmo. Sr. Primeiro Ministro ...

Texto publicado hoje no facebook.
Exmo. Sr. Primeiro Ministro ...
Começo por me apresentar, uma vez que estou certa que nunca ouviu falar de mim. Chamo-me Myriam. Myriam Zaluar é o meu nome "de guerra". Basilio é o apelido pelo qual me conhecem os meus amigos mais antigos e também os que, não sendo amigos, se lembram de mim em anos mais recuados.

Nasci em França, porque o meu pai teve de deixar o seu país aos 20 e poucos anos. Fê-lo porque se recusou a combater numa guerra contra a qual se erguia. Fê-lo porque se recusou a continuar num país onde não havia liberdade de dizer, de fazer, de pensar, de crescer. Estou feliz por o meu pai ter emigrado, porque se não o tivesse feito, eu não estaria aqui. Nasci em França, porque a minha mãe teve de deixar o seu país aos 19 anos. Fê-lo porque não tinha hipóteses de estudar e desenvolver o seu potencial no país onde nasceu. Foi para França estudar e trabalhar e estou feliz por tê-lo feito, pois se assim não fosse eu não estaria aqui. Estou feliz por os meus pais terem emigrado, caso contrário nunca se teriam conhecido e eu não estaria aqui. Não tenho porém a ingenuidade de pensar que foi fácil para eles sair do país onde nasceram. Durante anos o meu pai não pôde entrar no seu país, pois se o fizesse seria preso. A minha mãe

22 de dezembro de 2011

Ainda bem que não somos os EUA (...).

Obama tem razão;
- Os EUA não são a Grécia nem Portugal !!!... 
(como escreve Manuel Ferrer)
Não somos os EUA

Os EUA não são a Grécia nem Portugal, diz ele! Realmente.

Nos EUA 1/5 dos negros estão na cadeia.

Nos EUA 50% da população não tem assistência médica e 25% nem consegue
tratar-se em qualquer hospital

Nos EUA a dívida pública atingiu um valor impossível de ser pago em várias
gerações e já ultrapassou as centenas de milhares de US$ por família.

Nos EUA condenam-se a prisão perpétua crianças de 12 anos, por roubo de uma
bicicleta.

19 de dezembro de 2011

Não é a consciência do homem...

«Não é a consciência do homem que determina o seu ser; é o inverso, é o seu ser social que determina a sua consciência» (Karl Marx).

18 de dezembro de 2011

"No entanto não percebo"...

«Os cristãos não se podem limitar a praticar actos de culto, têm de estar na rua, têm de saber dizer não quando sentem que há que dizer “não” … porque dizer não em voz alta, mesmo de forma ruidosa, é um direito que assiste a todos aqueles que se sentem ofendidos na sua dignidade e àqueles a quem são retiradas possibilidades de vida digna» (António Soares, Comissão Justiça e Paz, Setúbal, 21.11.2011).

No entanto não percebo... as palavras de D. José Policarpo ao Jornal de Notícias, 4.10.2011.
«A ideia de que a função dos portugueses é dizer mal dos governos… não pode ser! O problema não se resolve se cada um puxar a brasa à sua sardinha. Portugal sempre honrou os seus compromissos! Se nós colaborarmos todos, o próprio Governo encontrará as soluções mais adaptadas ...»

16 de dezembro de 2011

A luta é por Abril!

Os níveis de exploração, com as desigualdades sociais que lhe são inerentes, acentuam-se de tal modo que só encontram paralelo nos tempos do fascismo – e o respeito pelas liberdades, direitos e garantias dos trabalhadores e dos cidadãos está cada vez mais distante de Abril e cada vez mais próximo do antigamente (...).

jpg «» web

7 de dezembro de 2011

Não contem a ninguém,..

 a Eslovénia virou à esquerda.


Esse senhor aí na fotografia ganhou as eleições na Eslovénia. Percebo tanto da política interna da Eslovénia como da vida partidária do Burkina Faso, mas ontem O Le Monde anunciava Zoran Jankovic como sendo um esquerdista, hoje já é do centro-esquerda , chegar ao poder é tramado. Para todos os efeitos arrumou com o PS local que estava no poder e com a direita que deveria ter feito o alterne.

Ora bem, falo disto não só por ser uma boa notícia mas aproveitando para lhe perguntar: você sabe que o Partido Comunista do Chipre está no poder desde 2008? e lhe garantir que esta notícia não vai circular por aí. É segredo. A Eslovénia é um país pequenino, tal como o Chipre ou a Islândia, mas não convêm contar estas coisas antes que as pessoas descubram que a esquerda pode ganhar eleições, a democracia prosseguir, e as velhinhas não apanharem uma injecção atrás da orelha nem as criancinhas serem papadas ao pequeno -almoço. É como o Pai Natal: se revelarmos que não existe é uma desilusão do caraças, e sabe-se lá o que pode fazer um povo desiludido. Ainda deixam de votar sempre nos mesmos e o fim do mundo é logo a seguir.

30 de novembro de 2011

Operação Gladio foi ...

O Exército Secreto da Nato
A Operação Gladio foi um exército secreto da NATO que operou na Europa Ocidental. Foi uma rede secreta de espionagem que teve lugar durante a Guerra Fria. Operou em toda a Europa e ocupou-se tanto de segredos militares como de temas de terrorismo. A sua existência deu-se a conhecer em 1990, mas hoje em dia continua a ser um assunto de conspiração e violência ...

---
» Título: O Exército Secreto da Nato - Download
» Género: Documentários, Guerra
» Ano: 2011
» Qualidade: Excelente
» Tamanho: 403 MB

27 de novembro de 2011

Consciência de classe. É isso que faz falta à malta!

Muitas foram as vezes que me manifestei contra a vinda do Camarada Jerónimo às iniciativas (...).

Razão essa simples: - Somos nós que temos que trabalhar/mobilizar e não esperar que a vinda deste tudo resolva. Enquanto na sua ausência não fazemos "nem mais um caralho" (como se diria nas Caldas da Rainha se a tradição do artesanato erótico se mantivesse).

Mas é com muito orgulho que revejo o camarada Jerónimo de Sousa um dos meus/nossos. Uma figura vinda do povo e com o povo continua a estar. Bem haja camarada. Por te respeitar e admirar é que acho que é um abuso e falta de consideração a tua vida eufórica a fazer o que a nós (tb) pertence.

A luta continua(rá)...

O inimigo só terá um fim: - A saída!.. pela porta das traseiras ou pela janela. Mas há escolhas a fazer. E não apenas a um compete essa escolha.

Revolta-me por vezes a sensação que o que é fixe é fumar umas ganzas, beber umas cervejolas, e, nesse contexto discutir e traçar a táctica de capelinha. E, não de forma colectiva e para com o colectivo.
Depois é evidente; no meio da confusão e no apadrinhamento de alguns pelos "engenheiros" à sempre os oportunistas que reinam. Estes são variados; os que mais me repudiam são os que o partido usam para promoção pessoal. Ainda que afirmem que o resultado/popularidade que esta ou aquela força tenha (cada vez menor) é graças apenas e só às suas capacidades.
---
Todo este desabafo numa tarde de Domingo à causa do artigo/análise de Correia da Fonseca: Jerónimo, operário comunistaE o de constatar que a adesão à greve na zona foi uma merda.

Alegra-me contudo constatar a excelente adesão que se fez sentir noutras zonas do país. Aí, aposto que à mais Consciência de classe. É isso que faz falta à malta!

8 de novembro de 2011

Tempo de minhocas e de filhos de meretriz

“O dia deu em chuvoso”, escreveu Álvaro de Campos. Num tempo soturno, melancólico, deprimente. “Tempo de solidão e de incerteza / Tempo de medo e tempo de traição / Tempo de injustiça e de vileza / Tempo de negação”, diria Sophia de Mello Breyner. Tempo de minhocas e de filhos da puta, digo eu. Entendendo-se a expressão como uma metáfora grosseira utilizada no sentido de maldizer alguém ou alguma coisa, acepção veiculada pelo Dicionário da Academia e assente na jurisprudência emanada dos meritíssimos juízes desembargadores do Supremo Tribunal da Justiça. Um reino de filhos da puta é assim uma excelente metáfora de um país chamado Portugal. Que remunera vitaliciamente uma “sinistra matilha” de ex-políticos, quando tudo ou quase tudo à nossa volta se desagrega a caminho de uma miséria colectiva irreversível.

2 de outubro de 2011

O povo da Grécia luta pela construção do futuro

A «democracia parlamentar» é, na prática, uma ditadura da burguesia de fachada democrática



Numa atmosfera de tensão diária, de denúncia da política de vassalagem perante as imposições da União Europeia e do imperialismo estadunidense, o KKE, sem medo das palavras, defende há anos um programa revolucionário. Sustenta com firmeza que a socialização dos meios de produção básicos é na Grécia uma exigência da História, assim como a da banca e a das telecomunicações e transportes. Exige a gratuidade total da Saúde, da Educação e da Previdência. E, agora, defende a saída da União Europeia, da NATO e do euro.

Reivindicações essas inaceitáveis para o Estado burguês. Mas justas, traduzindo aspirações profundas de um povo que não esquece a repressão selvagem do exercito britânico, em 1945, quando, no final da guerra, expulsos o nazis alemães, os trabalhadores estavam prestes a conquistar o poder para construir uma sociedade progressista e livre.
Foi essa tenacidade e lucidez na luta do KKE que viabilizou o surgimento do PAME, como organização frentista de perfil revolucionário.Artigo completo aqui:

28 de setembro de 2011

...se alguém lhe dissesse na cara que todos os membros do clero são pedófilos...

O facto de o chefe da Igreja Católica portuguesa dar entrevistas em que puxa a brasa à sardinha da sua facção dentro do cristianismo, como se sabe, um negócio multimilionário, não é assunto que me convoque por aí além. Se fosse esse o caso, teria que me debruçar criticamente sobre cada declaração dos dirigentes das muitas religiões que existem por esse mundo fora, desde as pequenas seitas mais ou menos excêntricas, às grandes religiões, algumas delas, como se sabe, bem mais antigas e com muito mais seguidores do que o cristianismo, mesmo considerado no seu todo, que engloba o catolicismo, a ortodoxia e o protestantismo, este, dividido em várias denominações... mais uns tantos “independentes” que pretendem ser seguidores de Cristo, mas não se reveem nas Igrejas.Ler mais aqui:

30 de agosto de 2011

O capitalismo terá de ser destruído- O mundo à beira do caos


O capitalismo terá de ser destruído
O mundo à beira do caos
A crise do capitalismo é tão profunda que até os líderes dos EUA e da União Europeia e os ideólogos do neoliberalismo assumem essa realidade. Estão alarmados por não enxergarem uma solução que possa deter a corrida para o abismo. Esforçam-se sem êxito para que apareça luz no fim do túnel.ler mais aqui


Um excelente artigo de Miguel Urbano Rodrigues

15 de agosto de 2011

11 de agosto de 2011

"todos os anos fecham às centenas"

as escolas senhor, as escolas!

O Ministério da Educação anunciou hoje o encerramento de 297 escolas do 1º ciclo do Ensino Básico no próximo ano lectivo. Ler noticia completa »»

"Num Mundo Melhor"

Movie Trailer in YouTube: - In A Better World

Filme Dinamarquês, vencedor na categoria de melhor filme estrangeiro.

Não só porque vale mesmo a pena ver, mas porque é possível:
- Um Mundo Diferente!

10 de agosto de 2011

As razões são a austeridade.

Até onde o governo consegue ir com as medidas de austeridade sem que o cenário abaixo se dê numa qualquer cidade(s) portuguesa(s).
Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão. Ou não?!

"o saltar da tampa em inglaterra"

Antes de julgar a violência (agora na inglaterra), já pensou no que lhe deu origem?
O direito à educação, à saúde, a alimentação, o direito a um lar são coisas menos importantes para estes jovens? Terão estes uma família com direito a trabalho com salário condigno. Poderão estes jovens ir à piscina, andebol, música, dança como os demais.

Como é possível numa sociedade dita civilizada assistir-se a tantas desigualdades. Onde milhares de jovens vão de férias com os pais, outros vão para colónias de férias e outros simplesmente assaltam lojas arriscando um ensaio de pancada por parte da policia.
Será possível escolher?

9 de agosto de 2011

«Há sempre uma forma de arranjar dinheiro»


O Diálogo (séc. 17)
Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV extraído da peça de teatro Le Diable Rouge, de Antoine Rault:

Colbert: Para encontrar dinheiro, há um momento em que enganar [o contribuinte] já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é que é possível continuar a gastar quando já se está endividado até ao pescoço...

Mazarino: Se se é um simples mortal, claro está, quando se está coberto de dívidas, vai-se parar à prisão. Mas o Estado... o Estado, esse, é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se... Todos os Estados o fazem!
Colbert: Ah sim? O Senhor acha isso mesmo ? Contudo, precisamos de dinheiro. E como é que havemos de o obter se já criámos todos os impostos imagináveis?
Mazarino: Criam-se outros.
Colbert: Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.
Mazarino: Sim, é impossível.
Colbert: E então os ricos?
Mazarino: Os ricos também não. Eles não gastariam mais. Um rico que gasta faz viver centenas de pobres.
Colbert: Então como havemos de fazer?
Mazarino: Colbert! Tu pensas como um queijo, como um penico de um doente! Há uma quantidade enorme de gente entre os ricos e os pobres: os que trabalham sonhando em vir a enriquecer e temendo ficarem pobres. É a esses que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Esses, quanto mais lhes tirarmos mais eles trabalharão para compensarem o que lhes tirámos. É um reservatório inesgotável."

H.G. via e-mail

8 de agosto de 2011

Defender a constituição é defender Abril.

Os ataques à constituição são cada vez mais frequentes.
Mas, também, muito bem defendidos aqui e aqui, por Vitor Dias e Fernando Samuel respectivamente.

6 de agosto de 2011

Plano para os pobres dá 11 euros/mês por pessoa.

37 cêntimos por dia.
133 euros por ano.
«Ministro da solidariedade Pedro Mota Soares»

Para ouvir: -Vamos brincar à caridadezinha do José Barata Moura.

Como é possível?

Num país que por mês fecham milhares de empresas (criando-se desemprego), como se atreve este governo a "querer rédea curta para quem está desempregado".
recorte da capa - DN de hoje
Que trabalho, com que direitos?

Como é possível num mundo avançado tecnologicamente, onde a produção atinge máximos já mais conseguidos e ao mesmo tempo se acumule tantas fortunas e tanta miséria.

Porque não?

Se o governo subsidia desempregados casais que têm filhos porque não pagar bem a quem trabalha:
- José de Matos 19,2 mil; Faria de Oliveira 16,3 mil;
 Nogueira Leite e Nuno F. Thomaz 13,4 mil Euros por Mês.
No seguimento do post anterior.

1 não dá, mas 2, já dá carago!

Fixe! Estou desempregado à bué mais a minha mulher e vou receber um subsídio pá. Este governo é um espectáculo carvalho! F-da-se!, não estava mesmo à espera.
Não tenho trabalho!, mas pronto,  Afinal!, 40€ são 40 Euros.
Sempre são 1,30€ para a família.
Marido, Esposa e 2 filhos dá 32cêntimos dia a cada.

A propósito da noticia no jornal da tarde na RTP1 em que o governo apoia casais desempregados que tenham filhos.

3 de agosto de 2011

Não pagamos a dívida, porque

... não temos que pagar.
Não temos dívida, ou seja, esta é irrisória, a dívida problemática é sim a divida privada. A qual não podemos nem devemos assumir. De contrário andaremos sempre nisto.

Só o caminho da luta levará fará que se mude de rumo, de contrário, os portugueses ficarão ainda mais entregues aos interesses do grande capital (nacional/estrangeiro). A mão de obra apetecível e necessária para sermos então a "tal Florida portuguesa para a Europa" como o Álvaro (Ministro da Economia, e mais uma porrada de coisas tais) tanto deseja.

Não somos um caso isolado no mundo, muito menos na Europa. A Islândia é um bom exemplo de como se pode evitar o caminho de desastre que os canalhas traidores agora de serviço pretendem. Recomendo por isso o artigo: Notícias da Irlanda.

"o pintas"

Não me perguntei porquê, mas não vou mesmo à bola com a pinta deste gajo. Nada tem de Português com estas tiradas mesquinhas.

2 de agosto de 2011

Assista à Tourada Quinta-4-8-2011, Campo Pequeno.

Pretendesse com este pequeno artigo destacar Sim, a Tourada-XPLÁS.

Leia os já 41 comentários realizados desde Maio de 2010 à data de hoje.

Campo Pequeno, 4 de Agosto de 2011
Os dois últimos comentários:
Anónimo disse...

...... a não perder, 4 de Agosto no Campo Pequeno, TOURADA, os CALOTEIROS vão lá estar, mas a TVI também.... a menina que tem mania que é doutora, mas não o é, pois nunca acabou o curso, up, mas os paizinho CALOTEIROS não sabem. vai lá estar para apoiar o marido, mas pode ser que lhe aconteça como da ultima vez, LEVOU UM ENCHERTO DE PURRADA O CAVALEIRO. NÃO PERCAM VAI SER EM DIRECTO......

Anónimo disse...

do Norte vai um autocarro cheio para assistir ao espetaculo..... a não perder.

"1 F. da P. destes, ainda goza com a situação"

Vamos criar 750 postos de trabalho com este negócio.

Recorde-se que os Estado vende (quer dizer...) o Banco por 40 milhões.
Estado só terá que injectar mais 200 e não 550 milhões de euros como estava previsto.
Ainda tem que injectar,.. O quê?

Pois,.. naturalmente +1 bom negócio.

Miguel Cadilhe em entrevista ao E sobre negócio do BPN.
O Estado não encontrou solução nenhuma. O BIC encontrou, para si, uma óptima solução. Está de parabéns o engenheiro Mira Amaral.

1 de agosto de 2011

1 Agosto, mais um dia negro para os portugueses.

Não há razão para aumentos nos transportes públicos que chegam a tocar os 25%. Com isto e segundo o Público o custo para os utilizadores ultrapassará os 27,4 milhões só no que diz respeito ao resto do ano.

Álvaro Santos Pereira atrevesse a explicar o que não tem explicação, acrescentando ainda que para Janeiro haverá de novo aumento como é habitual...
---
Enquanto isso a trapalhada do BPN continua a prejudicar os portugueses.
Governo vende o BPN por 40 milhões quando este já custou ao contribuinte mais de 2400 milhões.

31 de julho de 2011

Água - o perigo da privatização.

É de facto uma realidade, que se tem passado nalguns países. Também aqui neste cantinho à beira da água salgada plantado, pretende agora este governo levar por diante intenções antigas.

Criando um clima de fatalidade e que para sair da crise tudo estará em jogo e todos os sacrifícios terão que ser feitos. Vão nos privando aos poucos dos mais básicos direitos...
---
Hoje, Domingo, o último do mês de Julho de 2011, sugiro para o seu serão o filme: RANGO, uma banda desenhada bem divertida, cuja história retrata na perfeição a possibilidade de um "povo" ser dominado pelo controlo da água.

Este "povo" como todos os outros têm a necessidade de acreditar em algo e disso o poder instalado se encarregará.

Até que um dia as coisas mudam. Mas, será que conseguiram libertar-se?

Bom Filme!, e, uma boa semana!

30 de julho de 2011

Por vezes,.. nem sempre, mas agora, apenas e só recordo.

O trabalho individual inserido no trabalho colectivo pressupõe o apagamento de tendências individualistas. O individualismo contraria e prejudica o trabalho colectivo. O individualismo é em geral produto da obrestimação do valor próprio e da subestimação do valor dos outros.
O individualismo manifesta-se pelas mais variadas formas: na tendência para fazer as coisas sem recorrer ao apoio dos outros ou recorrendo a eles de forma meramente subsidiária; na sobrevalorização sistemática da opinião própria e da acção própria; na resistência a aceitar e a actuar segundo a opinião de outros, sobretudo quando contrária à própria; na dificuldade em inscrever a actividade própria na actividade do colectivo.

29 de julho de 2011

O PACTO - No seguimento do "post" anterior:

Estou convencidíssimo, se o patriarca de Lx aderisse ao buzinão como o samuel aqui apela para a próxima segunda-feira, o governo abulia no imediato as portagens na ponte 25 Abril.

Mas não, de certeza que não acontecerá, sobretudo porque esta posição colocaria os reais interesses da igreja em perigo e ainda poderia causar a queda de algum santo do altar. Não fosse "o pacto de confiança" acordado entre a "igreja" e o actual governo o de transformar a miséria numa fonte de lucros.

SALAZAR - O ESTADO E A IGREJA
Em 1940 assino a Concordata com a Santa Sé. Não vou restaurar o poder da Igreja, não lhe devolvo os seus haveres expropriados pela República em 1911, não vou abolir o divórcio. Mas isento a Igreja e o clero do pagamento de impostos ou contribuições, quaisquer que sejam. Deus, Pátria e Família, é evidente, mas quem manda sou eu! É um bom acordo para a Igreja e o Manuel Cerejeira sabe disso.
Na carta pastoral de 1942, bodas de prata das aparições de Fátima, os bispos já dizem que, nas mudanças operadas da Primeira República para o Estado Novo, poder-se-á ver o dedo de Deus.
E em 1945, a propósito de uma outra visão da Irmã Lúcia, o Cerejeira escreve-me: "O facto de ser a nossa paz um favor do Céu (predito pela Irmã Lúcia), não te tira nem diminui o mérito. Pelo contrário, faz de ti um eleito, quase um ungido de Deus. Foste tu o escolhido para realizar o milagre".
Até que enfim...

Subsídio de Natal - Igreja Católica / cardeal patriarca de Lisboa?

Digamos que não deve haver diferença, mas ainda assim o reparo por respeito pelos milhares de católicos que não têm culpa de quem está à frente dos destinos da instituição... Mas, é bom que estejam atentos, tomem medidas, afirmem-se!

Respigado no DN do dia 6 de Julho de 2011.

Confesso que tenho andado a leste.., as razões até justificam, mas pronto, mais vale tarde que nunca. Fica o registo desta para mais tarde recordar...

E não é que na busca de uma imagem capaz de se colocar nesta "postagem" encontrei duas bem jeitosas. Uma com o Patriarca e o gajo mais reaccionário e anti-comunista (presidente da CMA - Paulo Inácio) que já alguma vez tive oportunidade de "ouver". A outra abaixo, não conhecendo o Bispo sem dúvida que me deixou aliviado.

27 de julho de 2011

"não votei para novos aumentos, tarifas novas"

Enquanto a Banca força e continua a ditar ordens para que se rectifique o orçamento para fazer face às  dificuldades que dizem existir. Os medicamentos / saúde que segundo a constituição devem ser tendencialmente gratuitos, aumentam em Outubro.

Para a próxima Segunda-feira entram já em vigor as novas tarifas dos transportes.
O Arrependido:
- "Queria que o PSócrates com Seguro incluído nos deixa-se.., mas também não queria que que o PSD/CDS continuassem com os PECs."

Portugal cada vez mais desigual.

por Eugénio Rosa:
titulo meu

Aberta a caça sem qualquer tipo de reservas.

O fim das acções com direitos especiais na PT, EDP e Galp entra hoje em vigor.

26 de julho de 2011

Portugal é já o terceiro país da UE com a saúde mais cara.

Estima-se que os portugueses paguem 30% dos custos da saúde sem contar com os impostos.

E nem por isso a despesa do estado diminuí. Grande parte da despesa é transferida para os privados (compreende a tão apetitosa privatização).
O utente perde na qualidade, com o aumento do tempo de espera e a solução dos que ainda não têm médico de família distanciasse.
A lógica de mercado na saúde nunca resultará a bem do povo.

Carlos Carvalhas na RT2,

dois dias antes da cimeira extraordinária da zona euro:
video

Sobre as conclusões da Cimeira dos Países da Zona Euro - 22 de Julho de 2011
Forçados pelo desastre a que foi conduzida a Grécia e para que estão a ser encaminhados outros países da Europa, designadamente Portugal e a par do risco de alastramento do incumprimento à Itália e à Espanha, a Reunião Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da Zona Euro de ontem tomou decisões que constituem um novo e mais grave passo no sentido da limitação da soberania dos Estados, uma resposta no sentido da garantia dos interesses do capital financeiro e das principais potências europeias, um factor de agravamento da situação do país e de limitação ao seu desenvolvimento e progresso.
Na integra aqui.
V. S. via e-mail.

25 de julho de 2011

Salário Mínimo na Zona Euro

Portugal, em 2010, continuava a ser o país que registava o salário mínimo nacional mais baixo:

- Bélgica €1189,29, Irlanda €1253,02, Grécia €739,56, Espanha €633,30, França €1151,80, Luxemburgo €1442,37, Holanda €1206,51, Eslovénia €512,08, Portugal €475,00, Reino Unido €922,68.

Não será a nossa diferença salarial mais que suficiente para não termos que pagar nem mais um cêntimo?
Quem fez a crise que a pague!

24 de julho de 2011

Confissões de um Assassino Económico

Assassinos econômicos, de acordo com o autor, são profissionais altamente remunerados cujo trabalho é lesar países ao redor do mundo em golpes de trilhões de dólares.

Leia a entrevista a John Perkins ou se preferir veja o vídeo 1 / vídeo 2 num total de 16 minutos.
Livro editado em português.
Prevê-se que em breve saía em filme.

a propósito da taxa extraordinária

ou o roubo do subsidio de natal aos portugueses.
 ... o sr. ministro das Finanças Vítor Gaspar argumentou que 80% dos reformados e 65% dos agregados familiares não serão abrangidos por esta medida – "esqueceu-se (?) que estava a dizer que 80% dos reformados e 65% dos agregados familiares do nosso País não ultrapassam de rendimento os precários 485 euros."

10 de julho de 2011

Documentário - Piratas da Somália

A realidade nunca é (ou quase sempre) o que nos querem impingir.

Veja aqui o documentário com 23 minutos, mas que vale a pena.

28 de junho de 2011

Líbia - "as interrugações que se colocam"

I - KADDAFI, SEJA O BIZARRO QUE FOR, NÃO IMPEDIU A ONU DE CONSTATAR QUE EM 2007 A LÍBIA TINHA:

1 - Maior Indice de Desenvolvimento Humano (IDH) da África (até hoje é maior que o do Brasil);

2 - Ensino gratuito até a Universidade;

3 - 10% dos alunos universitários a estudar na Europa, EUA, tudo pago;

4 - Ao casar, o casal recebe até 50.000 US$ para adquirir seus bens;

5 - Sistema médico gratuito, rivalizando com os europeus. Equipamentos de última geração, etc...;

6 - Empréstimos pelo banco estatal sem juros;

7 - Inaugurado em 2007, maior sistema de irrigação do mundo, vem tornando o deserto (95% da Líbia), em fazendas produtoras de alimentos.;
E assim vai....

II - PORQUÊ ENTÃO DETONAR A LÍBIA?.... 
São três (3) os principais motivos:

22 de junho de 2011

Quem não tem, tem!, Quem tem, não tem!

Acrescenta ainda segundo a mesma noticia que não há tempo a perder, a palavra de ordem é "trabalhar".
Fica no ar a ideia de que a medida é um corte às férias dos ministros e deputados do governo acabado de formar.

Engane-se quem assim pensa! Em qualquer actividade/trabalho não se tem direito a férias  após um mês de trabalho.

E, enquanto nos entretêm   com um "salsichas nobre" que não consegue ser o nº 2 do estado e com as férias dos ministros e deputados a maioria dos portugueses não goza férias.

15 de junho de 2011

Todos juntos em sentido contrário.

Podia-nos bastar ver os exemplos da Grécia e da Irlanda para escolhermos um caminho diferente. Mas a insistência levar-nos-á a um fim previsível.

Os Bancos preparam o terreno ...

... para novo reforço de capital. A comunicação social já anuncia quedas e afundamentos.

As facturas apagar pelos portugueses vai assim aumentando até ao insuportável.
Até quando?

11 de junho de 2011

EUA - em declínio a cada dia que passa.

O negócio das armas e (...), não dá para tudo e para todos. O resultado é bem evidente:

"Cerca de 14 milhões de norte-americanos encontravam-se desempregados no final da semana passada."

Só em Nova Iorque
"Para além do desemprego, a pobreza extrema é outro dos flagelos mais sentidos pelo povo norte-americano no quadro da crise sistémica. Só em Nova Iorque existem 1,4 milhões de famintos, revela a Coligação Contra a Fome daquela cidade. Segundo a organização, entre estas cerca de 40 por cento são crianças."

Quem governa mal em casa, que crédito tem...

... para governar na casa dos outros?

Segundo Christine Lagarde*, ministra francesa da economia, - Portugal "vai não apenas sobreviver mas até crescer" com o pacote de austeridade.

Que crédito têm estas palavras quando a senhora candidata à direcção geral do FMI para substituir DSK, o homem que escorregou no sabonete e caiu em cima da empregada de hotel e por isso se vê nas "malhas da lei" se encontra sobre suspeita de ter lesado o estado francês em 200 milhões.

10 de junho de 2011

Um azar nunca vem só.

São dada vez mais os portugueses que devido à politica de direita/desastre/Psócrates são obrigados a deixar o país e ir trabalhar nomeadamente para França Paris. Azar o menos, agora ter que partilhar esta cidade com o ex-primeiro-ministro-José-Sócrates, é dose!

RECONSTITUIÇÃO DO CRIME

As duas múmias, Carlucci e Mário Soares, voltaram ao local do crime.
O sótão da residência oficial do embaixador do Estados Unidos foi transformado em gabinete desse traidor, homem de mão da CIA, secretário-geral do PS.
O encontro serviu para recordarem as conspirações contra a Revolução de Abril. Foi ali que combinaram o fim da Reforma Agrária e o assassínio de trabalhadores agrícolas; o fim das nacionalizações e a entrega ao grande capital; o fim do progresso e bem-estar de todo um Povo hoje condenado ao desemprego, à fome e à miséria.
Antes mandavam a CIA e Estados Unidos através dos Carlicci e Mário Soares, hoje mandam a União Europeia o FMI através da Merkel, Sócrates, Coelho e Portas.
As múmias estão putrefactas mas deixam a sua marca.

9 de junho de 2011

As guerras secretas contra o comunismo,

... passaram e muito por Portugal.

Este romance que é excelente e por isso recomendo é sem duvida uma boa forma para dar inicio (ou continuidade) a leituras relacionadas com o tema.

A entrevista a João Paulo Guerra, autor do "Romance de uma Conspiração" está disponível também em vídeo.

No site resistir.info pode ainda encontrar um artigo de muito interesse sobre estas organizações que actuarão (ou actuam) em muitos países da Europa, África e América latina.

8 de junho de 2011

"Um excelente resultado o da CDU"

Manter e ainda assim somar mais um deputado quando o tempo que atravessamos é de um ataque sem precedentes aos partidos que se afirmam como alternativa à politica de desastre é sem duvida um bom resultado. 

O esforço para obtenção deste resultado provém da dedicação de muitos militantes, amigos e simpatizantes da CDU que contra ventos e marés puseram-se ao caminho e deram o seu melhor. 

O contacto directo com a população, assim como o dia a dia da vida de cada organização nos mais diversos cenários foi fundamental para o trabalho de esclarecimento/campanha. Como é sabido os meios de informação que são propriedade dos grandes grupos económicos e colocados ao serviço dos partidos de direita enchem a "cabeça" das pessoas com mentiras, que ditas tantas e repetidas vezes se tornam em verdades que exigem um esforço redobrado de todos nós para as desmontar.

Afixação da propaganda, outra grande tarefa que exige sempre mais de alguns do que todos. As razões são várias: - "umas porque não vale a pena, outras porque não há vontade, e ainda outras por falta de disponibilidade e por razões profissionais e pessoais". No entanto esta foi e é fundamental para que se prolongue em cada um de nós as principais palavras de ordem que cada documento contém para além desta só por si ser importante. Não fosse este um dos processos mais usados pelo marketing comercial... 

Ainda uma nota importante é a não colocação de "outdoors" e afins por parte de diversos partidos nomeadamente PS/PSD/CDS-PP, criando na opinião publica a falsa ideia que apenas um partido ou outro é que gasta dinheiro em propaganda. Que isto é gastar dinheiro que faz falta ao contribuinte... Mas segundo o E online (ver aqui) a força politica que gastou menos foi a CDU, e o que mais gastou foi o partido socialista. Que, repare-se a diferença, enquanto a CDU fica pelos 100 mil euros o PS ultrapassa os 2 milhões. 

Depois e senão o mais importante factor de influência é o trabalho que se mantém em cada organização. Este é tanto maior quanto estiver organizado, seja em comissões de freguesia ou por locais de trabalho. Quando assim é, verifica-se na prática mais votos na CDU. 

Por fim dizer que se prova mais uma vez que não é por via das redes sociais como o "facebook" que se ganham votos. E quem assim ainda o entende não só cai num erro como desperdiça demasiado tempo.

Da Grã-Bretanha onde os mil mais ricos

vêm as suas fortunas aumentar em 18%, chega a notícia de que um em cada quatro alunos residentes em Londres é quase analfabeto funcional quando deixa o ensino primário, que cinco por cento dos adultos ingleses têm um nível de alfabetização equivalente a uma criança de sete anos ou menos de idade, e que uma em cada três crianças residentes em Londres não tem em casa qualquer livro.

Em Portugal há 126 mil jovens desempregados,

... dos quais apenas 10,8 mil recebem subsídio de desemprego (8,6%). No mês de Abril a taxa de desemprego já atingia os 12,6%.

6 de junho de 2011

Sim, é possível!

Pedro Passos Coelho diz que não receia tornar-se um primeiro-ministro impopular. Acrescenta ainda que "todos os portugueses vão precisar de muita coragem para os próximos anos".

Sacrifícios: - De certeza que não foi esta a opção dos portugueses. Mas, o resultado final deu a vitória ao PSD/CDS-PP, não podemos esperar destes outra politica.

Confiança - Quase metade dos portugueses não votou, atingindo a abstenção o valor mais alto de sempre em eleições legislativas (41,1%). Muitos foram também os que escolheram outros partidos. E, contas feitas a maioria dos eleitores não optou por Passos Coelho e Paulo Portas, mas também não foi capaz de evitar que chegassem ao poder.

Resumindo - A direita ganhou, porque o povo derrotou a politica de direita. Agora, resta a continuação da luta; será mais dura e difícil mas, possível!

"tempos difíceis; tempos de luta"

De novo PSD e CDS no governo, desta com um presidente de direita. Todos de braço dado com a Troika = UE/BE/FMI.

Um maior numero de sacrifícios serão impostos aos do costume, é essa a factura que os grandes grupos económicos exigiram ao futuro governo para poderem manter e aumentar os seus lucros. Não fosse esse o esforço/investimento feito por estes para que a politica de direita saísse vencedora deste acto eleitoral.

Por sua vez, a CDU com o apoio de milhares de portugueses, saí nestas eleições legislativas mais reforçada, tendo eleito 16 deputados, mais um que nas legislativas de 2009.

Aproximam-se tempos difíceis, mas só a continuação e o reforço da luta serão suficientes para resistir e inverter esta prática politica.

3 de junho de 2011

Domingo Vota CDU!

^^^^^^^^^^^^^^l |^^^^^^^^^^| |P
| ..........♥DOMINGO VOTAMOS CDU♥......||”"”;..\___.
|…_______________| l______________l _||__|…, ]P
“(@)’(@)”""""""*l'(@)l'(@)l """"""""""""(@)'(@)""""'(@)